quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

E aí, vamos pensar melhor??

Estive pensando muito esses dias sobre o amor. O que faz ele acontecer, como ele acontece, por que acontece, se ele acaba, como acaba...
É uma coisa muito complicada, muito sublime, muito sei lá... É realmente inexplicável, mas tem a sua lógica perfeitamente entendida, vou explicar (ou tentar).
Ontem eu tava conversando com a minha sogra e ela, que é uma mulher que adora notícias, tava me contando que uma garota de 16 anos, filha de um rapaz que morava ali por perto, havia tomado chumbinho, chegou até a ir pro hospital, ficou alguns dias, mas ontem acabou falecendo. O motivo? Segundo o pessoal falava, ela morava no interior com a mãe e veio aqui pra cidade morar com o pai, pra estudar. Só que acontece que ele batia nela, ela não se dava também com a madrasta, e tal... Cansada de tanto maltrato, ela tomou o tal do veneno pra matar rato, a estricnina, mais conhecida como chumbinho. Nossa, coisa muito triste. Soube que ela deixou uma carta escrita e até um recado no orkut, mas não sei qual o orkut dela. Infelizmente ela morreu sem saber que deus poderia ter resolvido os problemas dela, mas fazer o que...
Aí vc para e me pergunta: mas o que o amor tem haver com isso?? Ah tem e muito!!
1º- Se o pai amasse a garota, não teria maltratado ela dessa maneira;
2º- A mãe da menina a amava, por isso queria o futuro dela, a mandou pra estudar em um bom lugar, com boas escolas;
3º- A menina amava o pai, pois conseguiu odiá-lo de tal forma que preferiu se matar ao continuar vivendo isso, pois talvez não soubesse mais como lidar com a situação....
Amor e ódio são opostos, mas podem sim aparecer juntos... pq já ouvimos falar de vários casos de pessoas que amavam tanto outra pessoa que não suportaram a dor da separação e mataram o(a) companheiro(a) pq não iriam supertar vê-lo(a) com outra pessoa; sim, isso é obsessão, mas provém do amor, amor esse doentio.

O amor precisa ser saudável. Ele existe de várias formas: amor de mãe, de pai, de irmãos, de amigos, amor de parceiro(a)... Amor de uma borboleta pela liberdade, amor de uma mamãe macaco pelo seu filhote, amor do rio que corre para o mar, e finalmente o amor de Deus por nós, que nos mostra como é bom viver, mas também temos que ter amor a deus, para que Ele nos abençôe nessa nossa jornada que é a vida.
Hoje vou ficando por aqui. Que Deus encha todos vcs de bençãos e vitórias!!
Bjoooooooooooooo!!

2 comentários:

lynahi disse...

Tá maraa :D

bru. disse...

Nossa, que triste. Olha eu não me imagino sem Deus, ou melhor, me imagino sim! Uma pessoa triste, rancorosa, amarga tudo isso.. Quando não conhecemos Deus não vemos motivo em nada, então as pessoas querem ver oque acontece se enfiarmos uma faca no punho, ou até mesmo como vc relatou tomar remédios fortísimos
levando-as a morte.

A vida sem amor não é nada, verdade. :)

-----
os interiores são lindos não é mesmo?! Eu amei.

zinha, o curso que vc fez ensina oque exatamente? Pretendo fazer :)
bjs